Notícias

Ex-aluno Formare dá lição de empreendedorismo

  • A+ A-
  • PDF
  • Print option in slimbox / lytebox? (info)


Augusto Pinheiro, 18 anos, acaba de concluir sua formação na 11ª turma Formare ZF do Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), e já se firma como empreendedor. O jovem desenvolveu ao lado de quatro colegas um plano de negócio para a disciplina de empreendedorismo, durante o curso Formare. O projeto de elaboração de uma plataforma de lojas virtuais foi tão bem realizado, que foi colocado em prática e já gera bons frutos. Saiba um pouco mais na entrevista abaixo. 

 

Formare - Como você teve a ideia de propor a elaboração de um site?

Augusto – Há muito tempo eu já tinha interesse por essa área. Em 2008, comecei a aprender programação sozinho. Eu jogava um jogo que gostava muito e queria aprender como fazer algo parecido, foi assim que descobri a programação. Depois, cheguei até a fazer um site de música, que não está mais no ar. 

Eu sempre gostei e tive vontade de trabalhar com algo relacionado à web, mas não pensava em empreender. Essa vontade surgiu porque comecei a ler o livro Geração de Valor, de Flavio Augusto, e também assistir a algumas palestras. Foi isso que me estimulou.


Formare - E por que um site de e-commerce, uma loja virtual?

Augusto - Já havia pesquisado que e-commerce estava crescendo, por isso propus este projeto. Fizemos uma votação no grupo e minha ideia foi aprovada. Como fazer um site de loja é muito caro, custa pelo menos R$10 mil, a ideia foi construir um site que cria lojas virtuais. Inicialmente, a proposta era criar site a site, mas isso seria muito trabalhoso, por isso optamos por um editor. Assim, cada cliente pode criar sua própria loja virtual.

 

Formare - Como este projeto da disciplina de empreendedorismo tornou-se um negócio?

Augusto - Dentro da disciplina, cada um fez uma parte do projeto e deveríamos entregar apenas o plano de negócio. Depois que concluímos o trabalho, eu comecei a efetivamente fazer o site para colocar no ar. Eu já tinha essa intenção quando propus este tema para o trabalho. Demorou sete meses para o Gera Lojas ficar pronto. Eu fiz o design e a programação. Na época, o coordenador Fomare ZF, Aureliano Rosa, me incentivou muito para que eu desse continuidade ao projeto. Até hoje eu ainda falo com ele.


Formare - Quando o Gera Lojas entrou no ar?

Augusto - Em janeiro ficou pronto. Mas o domínio (o nome) eu já havia comprado quatro meses antes. E antes mesmo de entrar no ar, eu já tinha um cliente interessado.


Formare - Como funciona o Gera Lojas?

Augusto - O Gera Lojas é uma plataforma para criação de sites e lojas virtuais, permite que o próprio empreendedor seja o criador e mantenedor do seu ambiente web, por meio de uma ferramenta simples e prática. Com a plataforma é possível a edição completa de todo o conteúdo do site, opção de blog, calendário de eventos e integração com as principais redes sociais. (conheça o site)


Formare - Como você faz para captar os clientes?

Augusto - Quando eu ainda estava desenvolvendo o site, o Aureliano deu a dica de fazer uma pesquisa com algumas lojas para ver a aceitação, a viabilidade. Então, eu fui oferecendo aos comércios próximos à minha casa. Também entrava no Instagram, via as lojas que não tinham site e oferecia. Ainda faço isso diariamente. Entro em contato com umas 100 lojas por dia.

O primeiro cliente foi assim: vi no Instagram, entrei em contato pelo Whatsapp e fechei a parceria. É uma loja de antiguidades, da cidade de Rio Claro (SP). Hoje são 12 clientes, a maioria de moda e acessórios.

Também faço anúncios no Google, Facebook e agora vamos começar no Instagram. Dá bastante retorno.


Formare - Você ainda faz tudo sozinho?

Augusto - Quase tudo. Tenho um amigo que cuida da parte de marketing e dividimos a área de atendimento ao cliente e financeiro. Toda programação e design eu faço sozinho.




Formare - Como foi participar do Programa Formare? Esta experiência te ajudou em seu desenvolvimento?

Augusto - A experiência do Formare foi muito boa. No programa, a gente aprende muita coisa. O que mais se destacou pra mim foi trabalho em equipe, também gostei muito de libras e, claro, a matéria de empreendedorismo.


Formare - Quais são seus planos para o futuro?

Augusto - Quero continuar com a loja e também cursar alguma faculdade na área de programação.

 

Formare - Que conselhos você daria para os recém-formados do Formare? Ou seja, o que eles devem e precisam fazer caso queiram ser bem-sucedidos?

Augusto - O primeiro conselho que eu daria seria: seja humilde. A humildade é um grande sinal de inteligência. Orgulho é sinal de pequeneza e falta de uso do cérebro. No final, a conta a pagar sai muito cara.

Outro conselho seria: identificou uma real oportunidade? Agarre e não solte por nada! O Formare é uma grande oportunidade e não deve ser desperdiçada. Eu sei que é difícil, mas sei também como todo esse esforço vale a pena. E por último: tenha um plano e trabalhe para realizá-lo. Não tem um plano ainda? Trate de encontrar um.

Satisfeito sempre. Conformado, jamais.

 

Veja o vídeo-marketing produzido por Augusto para divulgar o site.


(Da Fundação Iochpe)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

  • A+ A-
  • PDF
  • Print option in slimbox / lytebox? (info)
Joomla SEO by AceSEF